REVOADA CUIPATAÃ:
novos imaginários para cidade de Cubatão

revoada_banner-site.gif

Escute este conteúdo 

apresentação

O projeto Revoada Cuipataã: Novos imaginários para a cidade de Cubatão, trata-se da produção e exposição inédita do Coletivo 302, que a partir da sua pesquisa continuada segue investigando sobre a ancestralidade e valorização do território caiçara e seu conjunto de patrimônios históricos culturais, imateriais e industriais e a formação de identidades e memórias no município de Cubatão/SP, cidade localizada no litoral sul paulista, com aproximadamente 130 mil habitantes, cercada pela serra do mar, repleta de bananeiras, mangue e cachoeiras, que vivenciou a transformação de um vilarejo rural à condição de cidade urbana industrial, abrigando um dos maiores polos industriais da América Latina. O projeto está dividido em 5 eixos e tem duração total de 10 meses, divididos da seguinte forma: Eixo 1 - Deriva Fotográfica; Eixo 2 - Intervenção Visual Urbana; Eixo 3 - Residência e instalação artística; Eixo 4 - Exposição em mobiliário urbano e; Eixo 5 - Exposição online. O projeto conta com a colaboração do artista visual Raul Zito, Évora Coletivo, Lab Livre Performance, Galpão Cultural, Voduù Produções, tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Cubatão e é viabializado pelo ProAc Editais 09/2021 de Artes Visuais da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo.

Escute este conteúdo 

A peça narra a trajetória da ave guará vermelho que está prestes a iniciar a viagem de volta ao seu ‘mangue natal’. Enquanto arruma suas malas, encontra objetos que o fazem relembrar algumas histórias que apresentam aspectos do imaginário coletivo de sua cidade e o porquê teve que ir embora. Trata- se de uma brincadeira com as crianças, tentando introduzir valores quanto a importância da preservação da memória e dos cuidados ambientais que devemos ter com o lugar onde vivemos.

ações

EIXO 1 | DERIVA FOTORÁFICA

Essa primeira etapa foi realizada em março de 2022 e contou com a participação de 34 pessoas vindas de Cubatão, São Vicente, Guarujá, Praia Grande e Santos. A ação foi coordenada por Sander Newton, especialista em fotografia e consistiu em uma visita guiada à três bairros de Cubatão: Pilões, Bolsão 8 e Vila dos Pescadores. O objetivo foi criar um conjunto diversificado de registros visuais e de memórias do território, promovendo um encontro entre pessoas interessadas em fotografia com ou sem experiência. Os registros passarão por uma curadoria coletiva e resultarão em uma exposição no segundo semestre. Veja abaixo um pouquinho do que rolou nas nossas revoadas.

EIXO1_Deriva-Piloes_Bastidores_SanderNewton18
EIXO1_Deriva-Piloes_Bastidores_SanderNewton18

press to zoom
Encontro-online-Pilões
Encontro-online-Pilões

press to zoom
Encontro-online-Deriva-Siri(1)
Encontro-online-Deriva-Siri(1)

press to zoom
EIXO1_Deriva-Piloes_Bastidores_SanderNewton18
EIXO1_Deriva-Piloes_Bastidores_SanderNewton18

press to zoom
1/28

EIXO 2 | INTERVENÇÃO VISUAL URBANA

Para realizar essa ação contaremos com a colaboração do artista visual convidado, Raul Zito, que há 23 anos atua com arte pública criando murais de intervenção urbana com técnica híbrida de colagem e pintura. Essa é também uma das ações expositivas do projeto e trará cisões permanentes na paisagem do município, uma vez que será colado uma imagem nas dimensões 10x5m, contribuindo e reforçando aspectos do imaginário da cidade, carregando símbolos e representações da construção da identidade de grande parte dos cubatenses, que tem em Vila Parisi a memória do sonho de cidade do futuro, do seu processo de migração e constituição de suas histórias e famílias.

EIXO EM PRÉ-PRODUÇÃO

Enquanto isso continue navegando, acompanhe o Ciclo de Estudo 302