DIÁRIO DE BORDO: VILA FABRIL
(2021)

apresentação

Diário de Bordo: Vila Fabril é a abertura de processo do segundo espetáculo da trilogia industrial do Coletivo 302, concebida em formato audiovisual, que regressa ao passado e como em uma escavação arqueológica, narradora e personagem de sua própria história, vestida das ações do tempo e de seus abandonos, nos conta sobre o começo da industrialização de Cubatão, dando vida novamente a uma vila operária fantasma do início do século XX, ficcionalizando a origem do território, as transformações da paisagem e sua exploração estratégica durante o período colonial, passando pelos efeitos sentidos da Revolução Industrial e culminando na fase de modernização do país, em especial do Estado de São Paulo durante a década de 1920, com destaque para a construção da Companhia Fabril do Cubatão, uma das 5 fábricas de papel mais importantes do Brasil da época, seu cotidiano e as particularidades e características de se viver em uma vila operária.

histórico

Concebida em forma de abertura de processo, o Diário de bordo: Vila Fabril é um registro dos mecanismos de pesquisa do Coletivo 302 e teve estreia em novembro de 2021 durante a edição Ocupação Mirada de 2021 – Festival Ibero Americano de Artes Cênicas do Sesc. O documentário cênico também foi exibido durante a programação do 18° Festival de Teatro de Cubatão

2VF.png

memorial fotográfico

DB-VF_Ativamento05-Carnaval-das-puta_nov21_SanderNewton07pb
DB-VF_Ativamento05-Carnaval-das-puta_nov21_SanderNewton07pb

press to zoom
processo-fabril-encontro2-01pb
processo-fabril-encontro2-01pb

press to zoom
20
20

press to zoom
DB-VF_Ativamento05-Carnaval-das-puta_nov21_SanderNewton07pb
DB-VF_Ativamento05-Carnaval-das-puta_nov21_SanderNewton07pb

press to zoom
1/56

sinopse

No segundo momento de sua Trilogia Zanzalá, iniciada com Vila Parisi em 2019, a companhia da Baixada Santista se dedica a outra vila operária histórica de Cubatão, a Vila Fabril. Nesta abertura de processo criativo, o Coletivo 302 apresenta um diário de bordo audiovisual com os primeiros resultados artísticos do projeto. Compondo com diversas linguagens – fotografia, cinema, teatro, literatura e música –, o grupo aborda a memória e a história da cidade numa perspectiva artística e crítica quanto às questões ambientais, econômicas e sociais dessa região reconhecida por sua intensa atividade industrial Duração: 30 minutos | Classificação indicativa: A partir de 12 anos

assista

ficha técnica

Idealização, produção e ativação: Alisse Flora, Allana Santos, Sandy Andrade, Tay O'hanna, Douglas Lima, Lípari e Sander Newton Direção: Coletivo 302 | Roteiro: Tay O’hanna e Sander Newton | Textos: Tay O’hanna | Direção de arte: Lípari | Direção de Fotografia: Sander Newton | Produção: Alisse Flora, Allana Santos, Tay O’hanna e Sandy Andrade | Operação de câmera: Sander Newton e Tay O’hanna | Assistente de câmera: Sandy Andrade | Operação de drone: Francisco Sá e Pamela Pereira (Neso Consultoria) | Confecção de adereço e figurino “carnaval dos mortos”: teukiwi | Bastidores: Acervo302 | Fotos: Sander Newton | Assistentes de set: Alisse Flora, Allana Santos, Lípari e Tay O’hanna | Cozinheira: Vanessa Souza (Al’frajola) Catering: Ateliê Arte nas Cotas | Motorista: Sandy Andrade e Eduardo Gomes | Criação sonora: Marcozi dos Santos | Montagem: Voduù Produções | Edição e finalização: Andressa Santa Cruz | Animação e design: Caíque Unger | Ilustração: teukiwi | Entrevistadas: Francisco R Torres, Aldomiro de Oliveira Pereira (Manau), Maria Cacilda dos Santos Cruz, Elenice de Souza Brito Pinelli (em memória) | Produção Executiva: Sandy Andrade | Organização e fichamento: Sander Newton | Arquivos utilizados: Companhia Fabril do Cubatão (1922), Acervo302 e Acervo FlairProdução | Agradecimentos: Ateliê Arte nas Cotas, Os ImaginaCom Cubatão, Flair Produção Cultural, Galpão Cultural Cubatão, Cabana da Piba, Al’frajola, Movimento Teatral da Baixada Santista, Frente Ampla pela Cultura da Baixada Santista, Secretaria Municipal de Cultura, Conselho Municipal de Defesa do Patrimônio Cultural de Cubatão, Rani Bacil Fuzetto, Silvio Luis da Silva, Juliana Sousa, Wellington Borges, Edson, Jeferson, Roberto, Maria José, Celina Silva, Elis Rebouças, Vanessa Souza e presidenta Renata Piba | Apoio: Sesc Santos e Secretaria Municipal de Cultura de Cubatão | Parceria: Voduù Produções | Pesquisa e Realização: Coletivo 302

acompanhe

100 anos vila operária.gif

OCUPAÇÃO MIRADA 2021