Untitled-2-01.png
revoada_banner-site_eixo-4.gif
 
apresentação 

Radiotivada em 2014, o Coletivo 302 é formado por sete artistas da cidade de Cubatão/SP e surgiu da necessidade de cantar sua aldeia, mergulhar em suas memórias ancestrais e ressignificar a construção do imaginário sobre seu povo e território de atuação. A criação de suas obras flui de processos colaborativos e de intervenções em espaços públicos, desenvolvendo espetáculos teatrais, exposições em artes visuais, música, dança, performance, eventos culturais e ações sociais, ambientais e educativas. Possui em seu repertório três trabalhos em teatro: Onde está o guará? (Infantil - 2016), #republica (Juvenil – ProAC/2016) e Vila Parisi (Adulto – ProAC/2018), sendo este último, parte de um projeto de trilogia teatral chamado Zanzalá. Desenvolveu também quatro ciclos de estudos nos anos de 2017, 2018/19, 2020 e 2021, estando os dois últimos disponíveis em plataformas de streaming. Durante o processo de criação do segundo espetáculo em 2017, articulou a permissão de uso de um depósito subutilizado dentro de um parque público da cidade e o transformou no ponto de cultura Galpão Cultural Cubatão, espaço destinado para experimentações, eventos, formações e demais atividades culturais, tendo estimativa de ter afetado mais de 10 mil pessoas. Em 2018 impulsionou a retomada do FESTAC - Festival de Teatro de Cubatão que não acontecia há aproximadamente uma década e há três anos está responsável pela coordenação e produção do evento. Em junho de 2019, o Coletivo 302 foi homenageado com uma medalha pela Câmara dos Vereadores na Sessão Solene Comemorativa da 44ª Semana Afonso Schmidt, como reconhecimento da contribuição cultural realizada no município. Durante 2020, sob efeitos da pandemia, criou o Vídeo-Retratos: Vila Parisi, uma série de quatro vídeo performances para o projeto Performando: Entrelaces de Arte-Educação veiculados originalmente nas plataformas do Sesc Santos e posteriormente nas edições 2020 e 2021 do Curta Santos, nos festivais de teatro de Cubatão e de Santos e no Festival Corpórea – Festival Internacional de Performances Zatecas (México). Ainda em 2020, desenvolveu uma versão online da obra infantil “Onde está o guará?” para o 17º Festac – Conexões do 4º Mundo. Em 2021 coproduziu o show “Menino do Mangue” com a produtora audiovisual Voduù Produções, exibido na Mostra da Diversidade Sansex, produziu a ação EcoTerça, programa de arte-educação-ambiental, realizado no dia das crianças no bairro Vila dos Pescadores, em parceria do Instituto Procomum e Voduù Produções, coproduziu o vídeo-performance “Fuligem de Cubatão”, premiado nas categorias melhor atriz e melhor edição no 15º Curta Taquarary / PE (2022), criou o documentário cênico Diário de Bordo: Vila Fabril que compôs a programação do Ocupação Mirada – Festival Ibero Americano de Artes Cênicas do Sesc e por fim, com recursos da Lei Aldir Blanc Cubatão em parceria com a Flair Produções Culturais, coproduziu o documentário em média metragem Vila Fabril: Território, História e Cultura com estreia prevista para o primeiro semestre de 2022. Atualmente desenvolve o projeto em artes visuais Revoada Cuipataã: Novos imaginários para a cidade de Cubatão (ProAc 13/2021) e a quinta edição do "Ciclo de Estudos 302" (ProAc Lab 51/2021).

integrantes
 
contato

Telefones:  (13) 99169-1399 (Sandy) •  (13) 13 98178-6894 (Allana) • (11) 94393-8728 (Tay)

Email: coletivo302@gmail.com

Sede administrativa: Cabana da Piba  Rua Geraldo Lucas Gonzaga, 167 – Parque São Luiz – Cubatão/SP

Sede ocupação: Galpão Cultural Cubatão  Rua Assembleia de Deus, 435 - Jardim São Francisco Parque - Novo Anilinas – Cubatão/SP

Gratas pelo contato.